26 de mai de 2016

Vencedor do Torneio Leiteiro de Curvelo valoriza tamanho

Ema e Fatah, matrizes do plantel da Fazenda Barrosão
durante a exposição de Curvelo (MG), em 2016

Para criador de Gir Leiteiro, a raça tem que possuir porte e harmonia



Alírio Barroso, odontólogo em Belo Horizonte, selecionador de gir na Fazenda Barrosão, foi o vencedor do torneio leiteiro da cidade de Curvelo, em Minas Gerais, com a vaca Ema do Gote, filha do CA Sansão na vaca Pavuna JOR, com produção média de 44,63 quilos de leite.


Alírio Barros, criador de gir em Curvelo,
estado de Minas Gerais, desenvolve uma seleção da raça
com critérios e diz que não anda atrás de modismo
Ema é uma vaca que traz no seu pedigree a união do tradicional do gir leiteiro, representando pelo melhor touro da atualidade, CA Sansão, líder do ranking, com uma vaca do tradicional criatório de Jorge Cordeiro, de Dores do Indaiá (MG), cujo rebanho é reconhecido como um dos mais belos e harmônicos do gir brasileiro.

E o acasalamento foi realizado pelo criador do animal, Renato Lage, que ao lado da Filha Marina Lage, selecionam gir leiteiro sob a marca Gir do GOTE. Alírio, atualmente um estudioso do gir brasileiro, que desenvolve sua seleção na Fazenda Barrosão em Curvelo, é muito próximo de Renato e Marina e por isso é um usuário da genética GOTE. 

Alírio e sua vaca Ema do Gote durante premiação
na exposição de Curvelo
Alírio identificou em Ema do Gote características que lhe agradam e por isso fez o investimento necessário para produzir uma grande campeã de torneio leiteiro. Segundo ele, o gir precisa ser leiteiro, mas também não pode perder a sua qualidade racial e ter porte, tamanho. Entre os seus critérios de seleção (os quais falaremos em outra reportagem), Alírio valoriza o porte do gir, “a raça tem que ter tamanho, pois acima de tudo é um bovino”. Ele não prega o gigantismo, “mas um porte harmonioso que valoriza outras qualidades do animal”.

Nenhum comentário: